Treino de pedal em sua casa

TEMPLATE O dono da academia (1)

Escute agora este podcast “023 Treinos de pedal em sua casa”.

Vamos falar sobre uma ferramenta de treino indoor que tem conquistado MUITOS adeptos pelo mundo, que permite você fazer seus treinos de pedal em sua casa.

Irei falar para você principalmente do Zwift, pois tenho jogado cada vez mais e a cada etapa sou conquistado pela qualidade dos dados nos treinos.

É uma espécie de jogo multi-player que permite que as pessoas possam pedalar “juntas”, estando a muitos quilômetros de distância.

O custo de assinatura é de 10 dólares por mês.

Usuário premium do Strava possuem dois meses de graça de bônus.

O primeiro passo para jogar é conseguir um rolo de treino.

O ideal seria utilizar algum dos modelos compatíveis com o sistema.

Porém, são equipamentos mais especializados e caros.

Para calcular a velocidade de seu personagem, o Zwift utiliza uma conta matemática que envolve peso, potência, resistência do ar e inclinação do terreno.

Para “descobrir” a potência sem um medidor específico, o sistema usa a velocidade da roda da sua bicicleta.

Quanto mais velocidade, mais potência você estará gerando.

Por isso, ao usar um rolo que não está presente na lista do Zwift, convém tomar alguns cuidados, já que cada modelo de rolo possui uma curva de potência diferente e o segredo para brincar sem gastar muito é justamente encontrar uma curva que seja semelhante a do seu modelo de rolo.

Obviamente, a curva de potência de um rolo é afetada por inúmeros fatores como pressão do pneu, do parafuso de aperto e até da regulagem do próprio rolo.

Com isso, igualar precisamente a potência no jogo com a real é praticamente impossível.

Todavia, é possível manter a mesma regulagem em todas as partidas.

Assim, seu desempenho e evolução serão consistentes o suficiente para se divertir bastante e até para realizar os treinos intervalados que estão na plataforma.

Além da curva de potência, você pode usar sua experiência para aproximar seu desempenho daquele que você no mundo real.

Para isso, divida seu FTP pelo seu peso e utilize a tabela abaixo para fazer uma aproximação do seu desempenho.

Mais do que seguir uma tabela, use o bom-senso – se você está acima do peso, mal treinado e andando com 4/wkg sem nenhuma dificuldade, certamente alguma coisa está errada.

Pedal em sua casa | O Cara da Academia do Dicas Curtas

O Zwift funciona no padrão ANT+ e no Bluetooth Smart. Para receber os sinais enviados por sensores ANT+, é preciso utilizar um receptor ANT+ chamado Dongle USB.

Atualmente, o modelo de Dongle ANT+ com o melhor custo-benefício é o Suunto Movestick Mini, que pode ser encontrado a venda no no Brasil por cerca de R$150,00 nesta data ou por cerca de 30 dólares na Amazon.

Para funcionar no padrão Bluetooth Smart, o Zwift precisa de um Smartphone rodando o aplicativo do jogo conectado na mesma rede de WiFi.

Por aumentar consideravelmente a complexidade e as chaces de falha, não recomendamos o uso de sensores Bluetooth Smart por enquanto – acredite, uma queda de sinal na hora errada vai deixar você bastante irritado.

Dica: Para calcular a potência, o único sensor obrigatório é o de velocidade.

Todavia, um item recomendado é uma extensão USB para colocar o Dongle próximo ao sensor.

Mais uma vez, tudo para evitar perdas momentâneas de sinal que estragam completamente a brincadeira.

 

Com os itens acima é perfeitamente possível brincar no mundo virtual do Zwift. Porém, alguns itens como um bom ventilador e um tapete para evitar suor no chão são recomendados.

Além disso, o uso de uma cinta cardíaca e de um sensor de cadência também acrescentam bastante realidade ao jogo.

 

Embora o Zwift envolva um investimento inicial relativamente elevado, ele acaba compensando ao longo do tempo.

Rolo e sensores são itens que sofrem pouco com desgaste e normalmente possuem uma grande vida útil.

Já os pneus tendem a gastar mais, porém é possível utilizá-los muito mais do que na rua.

 

Lembre-se que depois deste investimento, você vai encontrar muita economia de tempo, facilidade para encontrar horários para treinar e, acima de tudo, evitará os riscos inerentes a prática esportiva de ciclismo em ruas, avenidas e estradas – principalmente durante a semana.

Como começar o ano motivado | O Cara da Academia

Comentários

Deixe um Comentário

* Indicar Campos Obrigatórios